Exposição Carol Drummond

Exposição Carol Drummond

Exposição “Flor da Pele” de Carolinna Drummond

Exposição da artista que leva para seu trabalho um desempenho inspirado, que chama admiráveis como Modigliani, Matisse, Lautrec, Gauguin, Klimt, e outros que seu traço evoca.

Com patrocínio do Botequim do Bozó – bom, vamos dar os nomes -, a Tânia, proprietária do Bozó nos cedeu gentilmente o espaço maravilhoso do seu bar para a realização da exposição e do vernissage dos quadros de Carol Drummond, intitulado de “Flor da Pele”. Eu fui responsável pela produção do evento. São 14 telas, nas quais explora-se o universo feminino a partir de diferente personagens criadas por ela a partir de percepções do mundo exterior e o seu próprio interior. As obras ficaram expostas do dia 07 a 22 de Dezembro em toda a extensão do Botequim, já conhecido por reunir boa gastronomia, música e arte – bom, o vernissage você pode dar uma espiada como foi no vídeo acima.

Carol Drummond:
Artista Plástica paulistana, graduada pela Escola de Belas Artes, com extensão na Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM). Totalmente voltada à criação, dedica-se também ao design gráfico. No desenho e na pintura seu talento não se deixa esconder: evidencia-se em todas as suas peças e em cada uma delas surpreende.

Hoje, residente em Sorocaba, ela expôs pela primeira vez os quadros de suas personagens femininas. Seus trabalhos também participaram no mês de Dezembro de 2012, do projeto Arte na Mesa.

“As telas de Carolinna retratam uma visão feminina do sensual que, diferente do olhar do homem, não vê o sexo direto, mas possui um romantismo que saltam de suas linhas orgânicas definidas em telas grandes e coloridas. Com exagero das formas e das cores, texturas visuais retratadas pela repetição de flores e arabescos, ela alcança um equilíbrio harmônico que beira a arte pop, entretanto, permeado pelo apelo sensual sofisticado de sua visão do feminino, as imagens ganham um universo imaginativo e se tornam vivas. Carolina pinta as milhares de mulheres  que existem dentro de cada mulher e, com suas pinturas, vive um pouco de cada uma delas.” Eurico Malagodi, produtor cultural da MPCULT São Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>